quinta-feira, 7 de abril de 2011

Sem palavras

Mal esfriaram os corpos e o conservador estúpido (pleonasmo detected!) do Reinaldo Azevedo está rolando no sangue pra ver se consegue um pouco de popularidade. Assim como Charlton Heston foi a Columbine ostentar seu direito de portar fuzis poucos meses depois da tragédia de lá, Reinaldo acha que o dia da tragédia daqui é um ótimo momento para discutir a posse legal de armas de fogo no país. Você pode ter a infelicidade de ler seu post aqui

Como meu comentário muito provavelmente não vai ser publicado lá, vou republicá-lo aqui. Podem ignorar o rompante, mas estou me mordendo de raiva dele (e do Garotinho e de um outro pastor qualquer que disseram que a culpa do ocorrido foi falta de aula de religião nas escolas. Vai pra pqp.).

Eu acho que, ao contrário do que muito bem disse sobre Rodrigo Pimentel, você, Reinaldo, não é nem inteligente nem muito bem articulado. Ou se faz de bobo pra ganhar aplauso desse público (estranho pra não dizer outra coisa) que você tem.

O Rodrigo não disse nada sobre tirar as armas LEGAIS das ruas. Ele disse TIRAR AS ARMAS das ruas. Na hora, naquela mesmíssima hora, qualquer macaco com um mínimo de treinamento em interpretação de texto entenderia o que ele quis dizer. Mas você precisa criar a polêmica, rolar no sangue das crianças pra ganhar o seu aplauso conservador. Você é o cara da NRA mostrando os fuzis logo depois de Columbine - uma versão tupiniquim, depois da pneumonia, e muito mais espalhafatoso.

E o que ele quis dizer, Reinaldo, caso você não ultrapasse a interpretação de texto de um macaco bem treinado, é que armas ilegais TAMBÉM (ou principalmente!) tem que ser retiradas das ruas. Uma das armas do crime em questão tem procedência legal, a outra não se sabe. Armas com procedência legal são roubadas e viram ilegais, etc. O melhor, em uma sociedade que prestasse, seria ter o mínimo de armas possível em circulação - tanto as legais quanto as ilegais.

E como fazer isso? Policiamento, investigação, apreensão. O de sempre. E armar a população civil, instaurar aqui esse culto fálico pelo fuzil que existe nos EUA… pra mim é coisa de colonizado. Pra não dizer outra coisa.

3 comentários:

Mariana. disse...

nossa, você falou palavrão. :O

CONVICTOS OU ALIENADOS? disse...

Salve!

Já estou seguindo seu blogue.

Abraços.

Anônimo disse...

Blog sensacional ...