domingo, 23 de agosto de 2009

Krishnas

Li hoje uma passagem muito interessante sobre o pensamento dos Hare Krishnas sobre a Teoria da Evolução e Ciência em geral:
Aqui ou aqui. (O primeiro link é mais confiável, o segundo mais completo e vai direto ao ponto).

Passagens interessantes:

Srila Prabhupada: Isso é ridículo. [...] Você diz 'evidência histórica', mas onde está sua evidência? Não há como contar uma história de mais de 3 mil anos atrás, e você está falando de 500 milhões de anos. Isso não faz sentido.

Devoto: Mas se você cavar o chão, camada por camada...

Srila Prabhupada: Da poeria você calcula 500 milhões de anos? Poderiam ser dez anos. Não há como contar a história da sociedade humana há mais de três mil anos atrás, então como é que você está falando de quatrocentos ou quinhentos milhões de anos? Onde você estava nesse dia? Você estava lá, pra dizer que todas essas espécies [que vemos hoje] não estavam lá? É imaginação. Desse jeito qualquer um pode imaginar e dizer o que quiser.

...

Srila Prabhupada: Conhecimento experimental é sempre imperfeito, porque você experimenta com seus sentidos imperfeitos. Portanto, o conhecimento científico é imperfeito. Nossa fonte de conhecimento é diferente. Não dependemos de conhecimento experimental.

Você não vê os dinossauros, nem eu vi todos os 8.400.000 tipos de vida [segundo o livro sagrado]. Mas nossa fonte de conhecimento é diferente. Nós adquirimos o conhecimento da pessoa perfeita, que viu tudo, que sabe tudo. Portanto, nosso conhecimento é perfeito.


Em outras palavras: fodam-se as evidências, fico com o meu livro (o que me fez lembrar imediatamente de um outro pessoal). A diferença é que no livro sagrado dos Krishnas existem 8.400.000 tipos de vida, nem uma a mais, nem uma a menos, espalhados pelas galáxias - e elas não mudam, não evoluem, nunca. Ah, e o ser humano habita o planeta há bilhões de anos (a discussão começa sobre registros de fósseis de homo sapiens que vão no máximo a 250 mil anos atrás).

2 comentários:

Bandeirantes e Pioneiros disse...

"o que me fez lembrar imediatamente de um outro pessoal" hehehe !

André T. disse...

:)