quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Mais um diálogo (des)pretensioso...

...agora sobre jornalismo.

(Estou cultivando algumas ideias, mas só vou parar pra escrever quando eu terminar de ler A Cabana. Até lá, se alguém tiver lido e quiser deixar algum comentário, fique à vontade - é sobre ele que vai ser o post.)

- Os jornais online estão uma droga. Você vai em um, lê uma notícia. Vai no outro, lê a notícia, é o mesmo texto! É só CTRL+C CTRL+V.

- É, o caminho é esse mesmo. Tem umas três grandes agências de notícias que cobrem o mundo inteiro e os jornais só dão uma regurgitada pra parecer conteúdo autêntico. Engraçado pensar que as notícias do mundo inteiro ficam na mão de meia dúzia de empresas.

- Tem hora que até dá pra notar que a notícia foi copiada: 'imagem divulgação' no meio do texto.

- Hahahaha. Acho que o futuro é as colunas de opinião. Sei lá, os Mainardis da vida. Eu não concordo com praticamente nada do que ele fala, mas pelo menos ele tem uma opinião.

- Mas de que adianta a opinião dele se você não concorda com nada?

- Bom, pelo menos eu tenho alguém a quem criticar. E ele é um cara que tem argumentos - tosquíssimos e tendenciosos, mas tem. E a partir das opiniões dele a gente pode tecer outros argumentos.

- Você então vê o Mainardi como uma espécie de referência contrária?

- Hm, mais ou menos isso. Ou um João-Bobo aristotélico em quem você bate por esporte.

6 comentários:

Henrique Rossi disse...

Engraçado pensar que as notícias do mundo inteiro ficam na mão de meia dúzia de empresas.

A consequência mais imediata disso é: todos pensam a mesma coisa - o politicamente correto. Pensar de modo diferente é maldição. Tem uma respostinha pra ti no polimático! Será que você vai gostar dela?

D disse...

O meu deus do céu! Afinal, ser católico não é ser politicamente correto!?!?!!? Politicamente incorreto é ser da macumba!!!!

André T. disse...

D, você ainda não percebeu? Politicamente correto é tudo aquilo com o qual o Henrique não concorda. Simples.

Henrique Rossi disse...

D,

A sua frase estaria correta antes da segunda metade do séc. XIX. Ser católico é a coisa mais politicamente incorreta que existe. A menos é claro, que você seja um católico burro. Aí ainda vale a sua lei.

A sua desatualização é surpreendente! Você não sabe nada da luta pela revaloração das coisas brasileiras? Ser da macumba é politicamente corretíssimo!

O André tá na TPM por esses dias.. Não dá pra conversar: muito ódio no coração..

D disse...

Eu não entendo mais o mundo em que vivemos.Fiquei confusa realmente. Mas Henrique, o negócio da Macumba que eu te falei foi pegadinha do Malandro, e você caiu heim!

Arthur Tavares disse...

Na era do conhecimento instantâneo, cito o epsódio dos Simpsons onde o professor substituto do Bart diz que "é mais importante saber usar o google do que saber de cor quem descobriu o Brasil"..."você ainda ocupa espaço no seu cérebro com essa inutilidade toda disponível na internet?"

Veículos que só expõem as notícias vão morrer pouco a pouco. A única coisa que valerá algo em jornais impressos serão as colunas, opiniões e formas de conexão entre notícias.